29 de mai de 2012

Equilíbrio de alma


Para sonhar não basta apenas seguir em frente.
Como em qualquer projeto em alguns momentos é época de se recolher, parar e olhar la pra traz.
Durante este caminho percorrido muitos pedaços de mim foram ficando. 
Para evolução, muitas mudanças vão acontecendo naturalmente e muitas delas consequências de escolhas e decisões.
Desde o inicio da construção do meu castelo até agora, apesar de ter crescido e ter evoluído muito eu perdi!
São dores imensas, são feridas que talvez nunca cicatrizem.
Durante o processo nem todos apoiaram, nem todos estiveram do meu lado e um dos principais personagens resolveu sair do castelo. Não esteve disposto a continuar à meu lado, o preço era muito alto pra ele.
Tentei de todas as formas salvar um amor que já não me compreendia. Até que sem forças pra continuar lutando sozinha resolvi deixar que fizesse suas escolhas. Foram 6 últimos anos cruéis.
Acredito que na vida resgatamos coisas do passado. Não sei se cumpri com meu papel, também não sei se não foi um resgate dele, só sei que vivi o que foi possível.
Fiquei caída por muito tempo e talvez quase ninguém tenha notado. Quando a dor chegava eu colocava o maior sorriso no rosto pra esconder minha solidão. Passei por uma floresta escura e desconhecida. Fui ao inferno, caí, me machuquei sim. Perdi o chão, a direção. Chorei, feridas nas mãos, nos joelhos e no coração. Mas precisava passar por isso...afinal não receberia um fardo caso não conseguisse carregar.
A dor foi tão forte que chegava a dor física, mas continuei, precisava seguir ou veria meu castelo desmoronar.
No lugar do sofrimento fui colocando música, as pernas fui recuperando os movimentos com a dança e pouco a pouco trazendo um colorido pra minha vida.
Não envolvi ninguém, apenas amigos mais próximos que quando eu precisava explodir seguraram meu pranto.
No final deste longo caminho escuro enxerguei uma luz.
Atravessei o vale e agora parada deste lado aqui olho por tudo que passei e quantos novos laços criei.
Vejo também um grande número de pessoas que tentaram ajudar porem muito atrapalharam, percebo ainda um outro grupo que balançando a cabeça mostram-se desapontados sem ao menos saber como cheguei aqui, porem se entendem julgadoras ou talvez superiores. Triste e desolada vejo do lado esquerdo, um grupo pequeno. Estes são os amigos verdadeiros, aqueles de fé que estão me aplaudindo. Alguns destes me carregaram no colo nos momentos que nem caminhar eu conseguia, outros alimentaram meu espirito e outros apenas estiveram ali para me mostrar sua presença e para dizer mesmo que no olhar que me apoiariam.
Hoje estou novamente em pé e valorizando ainda mais cada tijolinho deste castelo. Entendendo que as vezes a dor nasce para darmos novas vistas ao que de novo está por chegar.
Renasci das cinzas e no jardim plantei novas flores.
Então me libertei e pude encher minha vida de alegria novamente. 
O coração explodindo de felicidade! 
Finalmente o maior dos apoios chegou e sei que estará presente sempre que precisar.
Sei que ainda preciso passar por um pequeno vale escuro, mas desta vez estou vestida, protegida e andarei firme sem tropeços.
A libertação aconteceu quando me permiti viver tudo, viver a dor que precisava passar! Não devemos fugir da dor e obstáculos, afinal eles nos dão forças para a vida! Este é o verdadeiro EQUILÍBRIO DE ALMA!

8 de mai de 2012

Transformando calça jeans em colete

Viajando pelo mundo virtual encontrei esta ideia genial de transformar uma calça jeans que você não usa mais em um lindo colete.
Adorei...Vou tentar fazer no findi!
Clique no link abaixo...tenho certeza que irão adorar!

http://comunidade.bemsimples.com/tempo-livre/w/tempo-livre/colete-jeans.aspx

7 de mai de 2012

Festa a Fantasia

Loucura mesmo foi notar que existe um mercado de Fantasias que funciona fortemente e nos damos conta disso apenas quando precisamos.
Tinha o aniversário da amiga Ana Paula Mattei para o qual precisava pra ontem uma fantasia.
No centro de Porto Alegre me deparei com fantasias muito basicas que custavam em média R$ 100,00. Tinha tambem a opção de locar, entretanto o valor média era de R$ 50,00.
Depois de decidir qual fantasia e comprar os apetrechos, a saída era comprar ou fazer um vestido básico. Ao encontrar um tecido de algodão por R$ 2,99 não pensei duas vezes.
Nos apetrechos gastei R$ 15,00 no chapéu e R$ 5,00 no cacetete. O restante ja tinha em casa.
Assim a minha fantasia saiu por R$ 22,99. A mesma idéia de personagem custa R$ 200,00 em uma loja especializada.