4 de out de 2010

Iniciando a bermuda

Na sexta passada, dia 01/10 venci os outros exercicios e finalmente cheguei na bermuda.
Descobri porque algumas roupas são "tortas" e me espantei, pois não sabia que cada molde tinha uma linha que deve acompanhar o urdume do tecido. Urdume é a linha vertical do tecido. Então não é só chegar colocar o molde e cortar....precisamos ter atenção ao molde e as linhas verticais.
Assim que recebi os moldes tratei de achar a melhor forma de aproveitamento do tecido ignorando totalmente a flecha riscada nos moldes. Iniciei a modelagem da parte trazeira e risquei bem forte no tecido, mas graças a Alice, auxiliar da professora Lenir, minha bermuda não vai sair torta. Foi entao quando conheci as  tais medidas e orientação de linha vertical, o urdume.
Observe na primeira foto que a modelagem da parte trazeira já estava riscada errada e após medir precisei alterar e riscar novamente.



Ja com as partes cortadas me fui confiante até a máquina de costura com a qual estou bem mais familiarizada.
O primeiro passo foi fazer o bolso e deixar pronta a lapela. Com as partes trazeiras da bermuda uma sobre a outra, marcamos em um dos lados onde deveria costurar o bolso e com alguns tapinhas no tecido o giz acaba marcando a peça que está embaixo, assim evitamos muitas medições e possiveis erros.
Incrivelmente confiante costurei o bolso preparei a lapela e sem desmanchar nenhuma vez ja prendi a lapela do bolso junto com a pala. (pala? será que é pala o nome??? acho que é!!) e olhem que evolução do ser humano Aline Leivas:

"Que orgulho" diria a Renatinha.
Adorei ver a evolução, a segurança que passamos ter. Claro ainda é preciso evoluir muito, mas ja sei que andei alguns bons passos do zero de onde eu estava!
É assim que vamos acreditando nos nossos sonhos e percebendo que eles podem ser muito reais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário